Sincopol conta com apoio de Damasceno para levar propostas ao governo Dória

294
Celso José Pereira (direita) e Delegado Damasceno (Foto: Divulgação)
O Sindicato dos Policiais Civis do Centroeste Paulista (Sincopol) conseguiu o apoio do vereador de Marília Delegado Damasceno (PSDB) para levar as reivindicações dos policiais civis abrangidos pela entidade de classe, principalmente escrivães, agentes policiais, investigadores, papiloscopistas e carcereiros, ao futuro governador do Estado de São Paulo eleito para os próximos quatro anos, João Dória (PSDB), seu correligionário.
Damasceno recebeu a assessoria de imprensa do Sincopol nos últimos dias para uma conversa sobre Segurança Pública e se comprometeu em fazer a ponte entre o Sincopol e o secretário de segurança pública anunciado por Dória, o general da reserva João Camilo Pires de Campos. O vereador tucano lembra que o governador eleito prometeu valorizar principalmente policiais civis, militares e professores.
Para o presidente do sindicato Celso José Pereira, que representa policiais civis de aproximadamente 50 cidades das Delegacias Seccionais de Marília, Assis, Tupã e Ourinhos, o compromisso do vereador tucano é motivo de comemoração, já que abre novas portas no Palácio dos Bandeirantes. “O Damasceno é filiado ao nosso sindicato e com a mudança de governo sempre existem novas oportunidades. Contamos com seu apoio para melhorar o diálogo com o Executivo estadual”.
Dois problemas são vistos pelo delegado aposentado como urgentes, a defasagem salarial e o enorme déficit de funcionários nas delegacias. São dois problemas frequentemente denunciados pelo Sincopol. “Dória tem esses dois desafios. Aumentar o quadro não é fácil, o déficit é enorme e a cada ano tem aposentadoria, pedido de exoneração para ir para outras carreiras. Mas o João Dória se comprometeu em priorizar a Segurança Pública e a Educação”, comenta o delegado aposentado.
Além da lista com 10 reivindicações principais elaborada pelo Sincopol durante o período eleitoral, que pode ser conferida no site www.sincopol.com.br, ou clicando aqui. Damasceno afirma ainda defender outras bandeiras que devem beneficiar os policiais civis e contam com pleno apoio do sindicato, como a liberação dos membros da instituição para participar das atividades delegadas nas Prefeituras e reforçarem seus salários.
“Atualmente a legislação estadual só autoriza policiais militares a fazerem parte das atividades delegadas, o que impede a aplicação de leis municipais como em Marília e até mesmo Bauru”, comenta Damasceno. Outra pauta que ele defende em consonância com o Sincopol é o pagamento de uma bonificação por acúmulo de titularidade para todos os membros da corporação que estão alocados em uma delegacia e precisam cobrir plantões em outras unidades ou cidades. Atualmente apenas os delegados recebem esse bônus.