REPRESENTANTES DO SINCOPOL SE REÚNEM COM EQUIPE DE TRANSIÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO

270
LEGENDA: Kiko (terceiro da esquerda para a direita) representou o Sincopol em reunião com equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

O Sincopol (Sindicato Regional dos Policiais Civis do Centroeste Paulista) enviou representantes para uma reunião com a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) no último dia 19 de dezembro. Foram apresentadas reivindicações das policias civis de todo o Brasil e ficou garantida a participação de seus representantes nas próximas reuniões da área de Segurança Pública.

Representando o presidente do Sincopol, Celso José Pereira, que responde pelos policiais civis de 50 cidades englobadas pelas Delegacias Seccionais de Marília, Tupã, Ourinhos e Assis, esteve Aparecido Lima de Carvalho, o “Kiko”, que chefia a Feipol Sudeste (Federação Interestadual dos Trabalhadores Policiais Civis da Região Sudeste).

“O Kiko é um grande parceiro, já esteve em Marília diversas vezes, e foi nosso porta-voz nessa importante reunião em Brasília, no Distrito Federal. Essa aproximação com o futuro governo brasileiro é extremamente importante”, comenta Celso José Pereira.

Membros da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis e das federações Norte, Nordeste, Sul e Centro-Oeste também participaram do encontro com Fabiano Bordignon e Ronaldo Vieira, respectivamente futuro coordenador-geral do Departamento Penitenciário Nacional e Ouvidor Geral do Ministério da Justiça.

“Apresentamos as nossas expectativas e preocupações com relação ao futuro da segurança pública no País e nos colocamos à disposição para dar a nossa contribuição como entidades representativas da polícia civil em todo o Brasil. A equipe de transição agradeceu nossa visita e recebemos o convite para participar de novas reuniões já em janeiro”, afirma o presidente do Feipol Sudeste.

O Sincopol também tem buscado diálogo com o governo do Estado de São Paulo com a intenção de ver atendidas as demandas dos policiais civis. Na semana passada houve encontro do presidente Celso com o vereador Delegado Damasceno (PSDB), que se comprometeu em levar as demandas dos agentes, escrivães, investigadores, papiloscopistas e demais integrantes da polícia judiciária ao futuro chefe do Executivo paulista, João Dória (PSDB).