Representantes do Sincopol discutem Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil no Ministério da Justiça

101

Representantes do Sincopol (Sindicato Regional dos Policiais Civis do Centroeste Paulista) participaram de uma reunião no Ministério da Justiça, em Brasília (DF), no final de agosto, para discussão da Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil, que tem o objetivo de modernizar a instituição em todos os estados.

A iniciativa partiu de pedidos feitos durante o último Congresso da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), cujo presidente é André Gutierrez. O Sincopol faz parte da entidade e o evento onde surgiu a demanda ocorreu entre os dias 12 e 14 do mês passado. Já o encontro no Ministério da Justiça aconteceu em 23 de agosto.

Os representantes da Polícia Civil, entre eles Gutierrez, foram recebidos pelo Secretário Nacional de Segurança Pública Adjunto, Freibergue Nascimento. Além da lei orgânica, também houve a discussão da carreira única das Policias Civis.

Em seguida, o Secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, deu continuidade ao encontro ouvindo todos os representantes presentes.

Durante a reunião ficou definido que outros encontros serão feitos, capitaneados pela Cobrapol, junto com entidades representativas dos delegados, a fim de buscar um entendimento entre as categorias.

Sincopol

O presidente do Sincopol, Celso José Pereira, que representa os policiais civis de 50 cidades englobadas pelas Delegacias Seccionais de Assis, Tupã, Marília e Ourinhos, parabeniza o trabalho da Cobrapol, defende a Lei Orgânica e também o ingresso único na carreira policial.

“Já acontece assim na Polícia Rodoviária Federal. Existe um escalonamento dos cargos em níveis crescentes de responsabilidade e complexidade, na qual o servidor, por meio de promoção, sobe verticalmente de um nível para outro, podendo chegar até ao último nível da carreira, criando profissionais com conhecimento total, resultando em segurança pública eficiente”, comenta o sindicalista.

LEGENDA: Representantes da Polícia Civil são recebidos no Ministério da Justiça (Foto: Divulgação/Cobrapol)