PECs de MODERNIZAÇÃO DA SEGURANÇA PUBLICA NO BRASIL RELATÓRIO SERÁ VOTADO NA CCJC

183

Deputado Federal Raul Jungmann (PPS-PE) e da Comissão de Constituição, justiça e cidadania da Câmara dos Deputados CCJC, relator dos Projetos de sete Emendas Constitucionais referente a segurança publica no Brasil, as de  nºs 430/2009, de autoria do Deputado Celso Russomano, do PP-SP, que visa extinguir as Policiais Civis e Militares criando uma nova Policia, única e de Estado, 432/2009 de autoria do Deputado Marcelo Itagiba- PSDB-RJ, visa unificar as policiais civis e militares, 321/2013 de autoria do Deputado Chico Lopes  do  PCdoB-CE visando extinguir as Policias Civis e Militares criando policiais estaduais e municipais implantando o ciclo completo, 423/2014 de autoria do Deputado Jorginho Mello – PR/SC visando o ciclo completo, 431/2014 de autoria do Deputado Subtenente Gonzaga – PDT-MG visando o ciclo completo , de forma que ninguém mais , traria ocorrências para a Policia Civil, todos resolveria suas ocorrências criminais diretamente com o promotor , mitigando a figura do Delegado de Policia, veja o texto

Art. 1º O art. 144 da Constituição Federal passa a vigorar acrescido do seguinte parágrafo:
“Art. 144……………………………………………………………………………………
§11. Além de suas competências específicas, os órgãos previstos nos incisos do caput deste artigo, realizarão o ciclo completo de polícia na persecução penal, consistente no               exercício da polícia ostensiva e preventiva, investigativa, judiciária e de inteligência policial, sendo a atividade investigativa, independente da sua forma de instrumentalização, realizada em coordenação com o Ministério Público, e a ele encaminhada.” (NR) 

127/2015 de autoria do Deputado Reginaldo Lopes – PT/MG , visa a criação do Ciclo Completo e a criação do Conselho Nacional de Policia , 89/2015 de autoria do  Deputado Hugo Leal, PROS-RJ, visando a transformação dos Delegados e Policia em Juízes. O RELATOR , Dep Raul Jungmann, concluiu que todas as PECs estão dentro dos requisitos constitucionais e que por isso são válidas. Agora o relatório será votado na CCJC, e, se aprovado , será encaminhado para mesa da Câmara, onde ao arbítrio voluntario do Presidente da casa, será criada uma comissão especial para analisar o mérito das PECs, se  aprovadas serão encaminhadas a plenário. No entanto pode o Presidente da Camara não criar a comissão especial e engavetar para o resto da vida,  o que vale dizer , quem tem força politica leva adiante e nesse quesito a PM esta na frente, leia o relatório no link abaixo.

PRL 6 CCJC =- PEC 430-2009 relatorio