GOVERNO CONFIRMA AO SINCOPOL TRATATIVAS PARA REAJUSTE SALARIAL DE POLICIAIS CIVIS

424

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo) confirmou ao Sincopol (Sindicato Regional dos Policiais Civis do Centroeste Paulista) que estão sendo feitas tratativas para reajustar o salário da Polícia Civil. No entanto, não foram informados possíveis índices, nem data para anúncio.

A informação sobre as tratativas foi confirmada ao departamento de comunicação da entidade sindical em contato com a assessoria de imprensa da pasta. “A atual gestão reafirma seu compromisso de reajustar os salários dos policiais paulistas e está em tratativas para isso. Neste ano, foram pagos mais de R$ 304,7 milhões a 210.944 policiais no programa de bônus”, diz a nota oficial.

O Sincopol procurou o Governo do Estado de São Paulo após surgirem rumores dentro do próprio aparato estatal sobre um possível anúncio de melhorias para a categoria a ser feito em outubro. As novidades envolveriam um substancial aumento no salário para ativos e inativos, além de reforço em diárias especiais e gratificações.

A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não confirmou as informações questionadas especificamente, nem deu detalhes sobre as tais tratativas que estariam em andamento, conforme posição oficial.

“Precisamos cobrar os direitos dos policiais civis e também as promessas de campanha do governador João Doria (PSDB)”, afirma Celso José Pereira, presidente do Sincopol e representante dos policiais civis de quase 50 municípios englobados pelas Delegacias Seccionais de Marília, Ourinhos, Assis e Tupã.

Defasagem

É preciso lembrar: em março do ano passado Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) aprovou a proposta do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) e reajustou em 4% o salário dos policiais civis.

No entanto a inflação acumulada até aquele momento, desde 2014 – quando houve o reajuste anterior – era de quase 25%, de acordo com dados oficiais do Banco Central do Brasil. A reposição foi de apenas um quinto da perda inflacionária naqueles quatro anos. Sem falar da defasagem anterior.

Desde que foi dado o último reajuste até o mês passado, a inflação acumulada já é de 5,6%. Somado ao que não foi reposto, a defasagem salarial nos últimos cinco anos já está novamente acima de 25%.

LEGENDA: Governo confirma tratativas para reajuste, mas não dá detalhes (Foto: Divulgação)